1)          Salmo da alegria

Irmão sol com irmã luz, trazendo o dia pela mão,
Irmão sol céu, de intenso azul, a invadir o coração, Aleluia

Irmãos, minhas irmãs, vamos cantar nesta manhã,
Pois renasceu mais uma vez a criação das mãos de Deus.
Irmãos, minhas irmãs, vamos cantar: Aleluia, Aleluia, Aleluia.

Minha irmã terra, que ao pé dá segurança de chegar;
Minha irmã planta que está suavemente a respirar: Aleluia.

Irmã flor que mal se abriu fala do amor que não tem fim:
Água irmã, que nos refaz e sai do chão cantando assim: Aleluia.

Passarinhos, meus irmãos, com mil canções a ir e vir:
Homens, todos, meus irmãos, que nossa voz se faça ouvir: Aleluia.



2)    Oração da Paz

Cristo, quero ser instrumento de tua paz e do teu infinito amor
Onde houver ódio e rancor, que eu leve a concórdia, que eu leve o amor.

Onde há ofensa que dói, que eu leve o perdão.
Onde houver a discórdia, que eu leve a união e tua paz.

Onde encontrar um irmão a chorar de tristeza, sem ter voz e nem vez,
Quero bem no meu coração semear alegria pra florir gratidão.

-Mestre, que eu saiba amar, compreender, consolar, e dar sem receber.
Quero sempre mais perdoar, trabalhar na conquista e vitória da paz.

3) Tema de Clara e Francisco

-Irmão Francisco, Irmão de todo irmão;
Clara de Assis, irmã de toda irmã.
Cantam ao mundo só Deus nos bastará,
O amor é lindo, ele vencerá!

-Irmão Francisco, vem me ensinar;
Clara de Assis, aponta o que fazer
Para que o Senhor seja o tudo em mim,
Para só servi-lo que devo fazer?
Vem dizer!...

-Se você quiser servir a Deus,
Faça poucas coisas,
mas  as faça bem.
Pedra por pedra,
com a esperança de ver Jesus.
Dia após dia, com alegria,
Sempre buscando o além.

4)  Oração de São Francisco

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz!
Onde houver ódio, que eu leve o amor.
Onde houver ofensa que eu leve o perdão.
Onde houver discórdia, que eu leve a união.
Onde houver dúvida, que eu leve a fé.
Onde houver erro, que eu leve a verdade.
Onde houver desespero, que eu leve a esperança.
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria.
Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado,
Compreender, que ser compreendido,
Amar que ser amado.
Pois é dando, que se recebe,
É perdoando que se é perdoado
E é morrendo que se vive
Para a vida eterna.


5) Cântico das Criaturas

Onipotente e bom Senhor,
A ti a honra, glória e louvor;
Todas as bênçãos de ti nos vêm
E todo o povo te diz: Amém!

Louvado sejas nas criaturas,
Primeiro o sol lá nas alturas
Clareia o dia, grande esplendor,
Radiante imagem de ti, Senhor.

Louvado sejas, pela irmã lua,
No céu criaste, é obra tua
Pelas estrelas claras e belas
Tu és a fonte do brilho delas
Louvado sejas pelo irmão vento
E pelas nuvens, o ar e o tempo,


E pela chuva que cai no chão
Nos dás sustento, Deus da Criação.

Louvado sejas, meu bom Senhor
Pela irmã água e seu valor.
Preciosa e casta, humilde e boa,
Se corre, um canto a ti entoa.
Louvado sejas, ó meu Senhor,
Pelo irmão fogo e seu calor
Clareia a noite, robusto e forte
Belo e alegre, bendita sorte.
Sejas louvado pela irmã terra,
Mãe que sustenta e nos governa
Produz os frutos, nos dá o pão
Com flores e ervas sorri o chão.

Louvado sejas, meu bom Senhor,
Pelas pessoas que em teu amor
Perdoam e sofrem tribulação,
Felicidade em ti encontrarão.
Louvado sejas pela irmã morte
Que vem a todos, ao fraco e ao forte;
Feliz aquele que te amar,
A morte eterna não o matará.
Bem-aventurado quem guarda a paz
Pois o Altíssimo o satisfaz.
Vamos louvar e agradecer,
Com humildade, ao Senhor bendizer.

6) Doce é Sentir

Doce é sentir em meu coração,
Humildemente vai nascendo o amor.
Doce é saber, não estou sozinho,
Sou uma parte de uma imensa vida.
Que generosa reluz em torno a mim, imenso dom do Teu amor sem fim.

O céu nos deste e as estrelas claras, nosso irmão sol, nossa irmã a lua,
Nossa mãe terra, com frutos, campos, flores,
O fogo e o vento, o ar e a água pura, fonte de vida da tua criatura.

Imenso dom do Teu amor sem fim
Imenso dom do Teu amor sem fim.

Cantos Franciscano
Voltar