Domingo da Páscoa


Ressurreição


Jo 20,1-9


Ler: O que diz o texto?


1No primeiro dia da semana, Maria Madalena vai ao sepulcro, de madrugada, quando ainda estava escuro, e vê que a pedra fora retirada do sepulcro. 2Corre então e vai a Simão Pedro e ao outro discípulo, que Jesus amava, e lhes diz: "Retiraram  o Senhor do sepulcro e não sabemos onde o colocaram! "

Era o primeiro dia da semana, ainda de madrugada, estava escuro quando Maria Madalena foi ao sepulcro. Ela estava desorientada, não dormiu à noite, para ela, não tem mais sentido à vida. Pois, foi Jesus quem a trouxe para a vida, chamou-a pelo nome, respeitou a sua pessoa e desde então ela é grata a Ele! Maria foi aquela que seguiu Jesus por todo o caminho da Paixão, ficou aos pés de Jesus na cruz. Para Maria, sem Jesus não há vida!
Dessa forma, ela procurou Jesus, mesmo no túmulo, ela não vive mais, nada tem sentido.
Quando, porém, observa o sepulcro com a pedra removida, não pensa em outra coisa a não ser que roubaram o cadáver de Jesus. Corre ainda mais desorientada e triste, para o encontro dos discípulos e narra apressada o ocorrido.
Maria representa, naquele momento, todos os discípulos e também, todos nós quando estamos longe de Jesus. Escuridão, trevas que traz desorientação, desânimo, falta de objetivo... Sem Jesus a vida não tem sentido!
Para Madalena, o sepulcro vazio significa o roubo do cadáver de Jesus, não era um motivo de fé. Mas Jesus realizou o que prometeu, ressuscitou de corpo e alma.
Esse mesmo erro que pairou sobre Madalena, cai sobre nós hoje, falta fé.
O que mais é preciso para aumentar a nossa fé?
Será que temos que passar pela mesma experiência de São Tomé?
3Pedro saiu, então, com o outro discípulo e se dirigiram ao sepulcro. 4Os dois corriam juntos, mas o outro discípulo correu mais depressa que Pedro chegou primeiro ao sepulcro. 5Inclinando-se,  viu os panos de linho por terra, mas não entrou. 6Então, chega também Simão Pedro, que o seguia, e entrou no sepulcro; vê os panos de linho por terra 7e o sudário que cobrira a cabeça de Jesus. O sudário não estava com os panos de linho no chão, mas enrolado em um lugar, à parte. 8Então, entrou também o outro discípulo que chegara primeiro ao sepulcro: e viu e creu. 9Pois ainda não tinham compreendido que, conforme a Escritura, ele devia ressuscitar dos mortos.


Apesar de Pedro ser o escolhido, o outro discípulo "aquele que Jesus amava", correu mais e chegou primeiro. Não sabemos qual é esse outro discípulo, mas tudo leva a crer que é João. Ele ficou com Jesus, aos seus pés até a sua morte, com certeza era o discípulo de mais fé, quem sabe por esse motivo, o mais amado.
Este discípulo chega primeiro no sepulcro, mas não entra, ele respeita o seu amigo Pedro, aquele que foi escolhido por Jesus para liderá-los. Ele não se considera superior a Pedro e nem mesmo desaprova os erros que Pedro cometeu. Apenas aconteceu e pronto.
Pedro entra no túmulo, "viu os panos de linho estendido, mas estava dobrado num lugar à parte" (6b-7). Com isso podemos concluir que não houve violação do túmulo, pois se assim fosse, os panos estariam todos jogados, esparramados e não dobrados, arrumados. Qual é o ladrão que se preocupa em deixar tudo em ordem? Não, eles estão sempre com pressa para sair o mais rápido da cena do crime.
Dessa forma, algo aconteceu, que só o discípulo que ama, ou seja, tem fé, consegue descobrir. Jesus não está morto, está vivo, ressuscitou!
Mas, Pedro que representa a nossa comunidade, todos nós, demorou para entender, permanece na escuridão, demora para dar o grande passo da fé.



Meditar: O que me diz a Palavra?
Como anda a minha fé em Jesus? Será que eu realmente acredito em Jesus, sem mesmo ter visto, tocado? Procuro no meu dia a dia me animar, tento fazer crescer a minha fé?

Orar: O que a Palavra me faz dizer a Deus?
Obrigado, Senhor, por ter se entregado a morte na Cruz, por mim. Não sou digno do Senhor, mas humildemente agradeço por tudo que tem feito por mim. Eu sei que acredita que sou capaz, tenho condições de crescer e muito. Mas, sou fraco, tenho pouca fé, ajude-me.

Contemplar: O que vejo melhor e vou fazer?
Vou procurar ter a atitude do discípulo amado por Jesus, aquele que tenta profundamente fazer a sua vontade, sempre. Vou dar testemunho e, dessa forma, fazer que outros, através do meu exemplo, também sigam Jesus.


Texto extraído do livro: Leitura Orante da Bíblia
Autor: Diácono Luiz Antônio Ferreira Quental, OFS


Voltar
Leitura Orante da Bíblia